domingo, 26 de julho de 2015

[VÍDEO]Menor de 13 anos abre fuga da polícia enquanto parceiro atira na guarnição

Uma perseguição policial movimentou parte da Zona Norte de Porto Alegre no Rio Grande do Sul. Após roubar um carro no bairro São João, um menor de 13 anos fugiu na contramão provocando vários acidentes.

Durante a fuga, um comparsa do menino, de 37 anos, trocou tiros com a polícia duas vezes, até que a dupla fosse finalmente capturada na Ponte do Guaíba, na saída da cidade.

O carro foi roubado por volta das 14h na Rua Felicíssimo de Azevedo. O menor de 13 anos assumiu o volante. Seguido por policiais civis e militares, o veículo colidiu contra outro, cujo condutor sofreu uma fratura na perna, e causou outros acidentes, mas sem feridos.

O homem identificado como Jader Tavares Quaresma, de 37 anos, foi preso e, com ele, foi recolhido o revólver de calibre 38 usado nos tiroteios. O menor foi apreendido. Ele tem antecedentes por outro roubo de carro seguido de uma capotagem. Na ocasião, havia cinco ocupantes no veículo e um deles, uma criança, morreu.

[VÍDEO]Bandido trapalhão atira na própia mão durante assalto a mercadinho

Fato ocorreu 21/07/2015
Um assalto em um mercadinho terminou com uma pessoa ferida, no bairro Leblon, em Uberaba - Minas Gerais. De acordo com informações da Polícia Militar, o estabelecimento fica localizado na avenida Orlando Rodrigues Cunha, onde três suspeitos praticaram o crime.

Segundo testemunhas, os suspeitos chegaram todos em bicicletas e um deles armado com um revólver anunciaram o assalto. 
Durante o crime um dos criminosos atirou na própria mão e por pouco o tiro não atingiu o comerciante. “Acredito que ele já chegou com a arma pronta para atirar, pois quando ele apontou a arma e abaixei e só ouvi o barulho, por pouco não atingiu a minha cabeça”, explicou a vítima que não quis se identificar.

O comerciante contou que essa não foi a primeira vez que o estabelecimento dele foi invadido por criminosos que estão cada vez mais ousados. “Já colocamos câmeras de segurança, mas não adianta.

Já entraram aqui mais de 20 vezes, mas com disparo de revólver foi a segunda. Além do prejuízo financeiro fica o trauma emocional, a gente tem família, filhos, está complicado”, reclamou.
Os bandidos levaram aproximadamente R$ 800 e nenhum suspeito foi localizado.

Inicio